domingo, 26 de outubro de 2014

Resenha

Bom dia! Antes de me afundar em livros (de escola, que tristeza) resolvi fazer uma resenha que há tempos não vemos.Escolhi um livro que já li faz muito tempo, mas eu adoraria comentar sobre ele. Então vamos lá. 

Resenha do livro: "A Hospedeira" 

Autor: Stephenie Meyer 
Ano de lançamento: 2008
Editora: Intrínseca
Páginas: 560
Nota: 10,0/10,
Sinopse:
"Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente. Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam."
E apenas tenho uma coisa a dizer: superou todas as minhas expectativas. Por ser Stephenie Meyer de cara pensamos que será algo relacionado ao mundo vampiro, mas com certeza você leva um tapa na cara ao começar esse livro que foge totalmente do mundo que ela escreve sobre Edward e Bella. A hospedeira é milhões de vezes melhor, suas ideias, o rumo que ela tomou para escrever essa história que sim, deveria ser uma Saga no lugar de Crepúsculo, costumo de dizer que foi muito inteligente ao escrever algo desse tipo. 
 Novamente nos vemos em um futuro apocaliptíco, onde almas ocupam nossos corpos, e a raça humana é quase totalmente extinta. Melanie Stryder é capturada por Buscadores levando-a para um Curandeiro para dar espaço a uma nova alma em seu corpo. Peregrina é sua hospedeira, está controlando seu corpo e precisa terminar o trabalho matando-a. Mas antes sua Buscadora precisa de informações para encontrar o grupo humano do qual estavam se escondendo. 
O começo do livro é muito monótono, de difícil entendimento, característica da autora demorar em suas narrações mas neste livro foi demais, informações muito desnecessárias. Podemos dizer que ela queria que acompanhássemos o livro em tempo real. Pensei em desistir, mas como leitora não me permiti à esse capricho, depois de alguns capítulos você simplesmente não consegue parar de ler. Posso dizer que as coisas ficam muito mais interessantes quando ela encontra seu grupo de quando humana, pelo simples fato de ter mais ação e movimento. Um ponto positivo do livro ser enorme é que você não chegará ao fim sem entender, há tempo para pensar, compreender o mundo que a autora criou, que é perfeito, maravilhoso e incrível. Costumo dizer que assisti ao filme antes de lançar, pois consegui visualizar tudo em minha cabeça. 
É claro que não pode faltar um triângulo amoroso, mas esse literalmente foi de corpo à alma, foi tudo extremamente intenso, ela coloca em questão amar pela essência, o que torna o livro doce e encantador. O personagem Ian foi o que mais me encantou, pelo simples fato de deixar claro que amava Peg e não Melaine. Você pode perceber que há um desenrolar com etapas, e só no meio do livro que entendemos totalmente o que significa ser um hospedeiro e viver vários mundos, e até agora fico chocada com a inteligência da autora. 
Um misto de emoções que em uma hora você está chorando, na outra desesperado e no fim soltando suspiros com cenas românticas. Não sei vocês mas tiveram momentos dos quais eu queria bater em Melaine, que ficava contrariando Peg, a impedindo de tudo, e agora Peg deixava-se controlar, e a cada vez mais não se permitia estar com Ian. Jared também me irrita constantemente por não aceitar Mel/Peg em sua vida.
  Achei interessante o fato do livro inteiro ser narrado por Peregrina, e enquanto Melaine está em sua mente mostra tudo sobre sua vida, são duas narrações em uma só. E por ser um livro sobre almas é muito superficial o que ficamos sabendo mas durante o tempo em que li entrei em um mundo do qual não queria sair.
 O final de surpreende, fiquei receosa com o que poderia acontecer, e eu jurava que naquele momento seria o fim e não teríamos mais Peg narrando quando somos surpreendidos. À cada página não temos ideia do que pode acontecer, um livro imprevisível. 
 
 Amei fazer esta Resenha, sempre estou tirando-o da minha estante e dando uma espiada nas minhas partes favoritas pois é uma narração de tirar o fôlego. Às fontes das imagens: Peg e Ian Peg e Jared Capa do livro

sábado, 25 de outubro de 2014

Personagem literário!

 Boa tarde leitores! Depois de tanto tempo resolvo voltar, nada melhor do que um sábado  chuvoso (raro na minha cidade) sabendo mais sobre nosso personagem favorito. Hoje escolhi Peeta Mellark. Jogos Vorazes - A esperança parte 1 chegando então precisamos estar por dentro.

CONTÉM SPOILERS.
Peeta Mellark

O que o livro diz: Cabelo loiro ondulado e hipnotizantes olhos azuis, pele pálida e estatura mediana. Filho de um padeiro do distrito 12, nunca teve uma vida fácil,apesar de seu pai ser muito gentil sua mãe batia em Peeta e seus dois irmãos ao fazerem qualquer coisa errada. Sua maior qualidade é ser extremamente bom com as palavras. Mas sofre em silêncio por um amor não correspondido desde os cinco anos por Katniss Everdeen. 
Tem habilidade em cozinhar bolos e fazer coberturas, o que o ajuda a se camuflar. Ninguém de sua família acreditava em sua capacidade de ganhar os Jogos, mas a caminho da Capital ele está determinado em encontrar maneiras de sobreviver e sem deixar transparecer, preservar a vida de Katniss, desde o começo mostra segurança e sabe do que a o presidente e as pessoas gostam fato disso ele ter a ideia de levantar as mãos no dia do desfile dos tributos.
Outra qualidade ressaltada é sua força, o que o ajuda na avaliação individual junto aos demais 11 distritos. Na entrevista com Caesar ele confessa seu amor por Katniss que fica irada, mas Haymitch concorda dizendo que eles atrairão um grande número de    patrocinadores. Antes dos Jogos ele confessa que quer morrer sendo ele mesmo, não um fantoche da Capital. Ele só pensa na proteção de sua amada, cedendo ao lado inimigo para distraí-los e ela ganhar tempo. Peeta está machucado e precisa de ajuda então eles entram no joguinho de amantes do Distrito 12 e conseguem comida, depois de algum tempo ele usa dessa situação para dar um beijo apaixonado em Katniss. Eles vencem mas o jogo muda e apenas um sobrevive, então ele pede para ser morto mas ela não quer deixá-lo então decidem comer as amoras cadeado contrariando a Capital. Agora juntos Caesar os entrevista e é notável a força que ela faz para fingir-se apaixonada, voltando para "casa" ela confessa que não sente nada por ele deixando-o com o coração partido. 
"EM CHAMAS" - Seis meses depois o teatro precisa continuar porém Katniss não aguenta mais, porém Effie pede que eles tentem ser apenas amigos, sendo é claro que Peeta não vê dessa forma, mas ela precisa dele com os constantes pesadelos e ele sempre está lá para consolá-la. As máscaras estão caindo, ninguém acredita mais no joguinho então a única solução é ficarem noivos. 
O presidente Snow decreta o 75º Massacre com os vencedores de edições passadas. E mais uma vez Peeta surpreende à todos com suas palavras confessando que já se casaram e Katniss está grávida. Já nos jogos podemos ver a compaixão de Peeta ao lado de um tributo que está morrendo lhe contando sobre paisagens e sua cor favorita o laranja do nascer e pôr do sol. Há um momento em que eles conversam na praia, ele a presenteia com um colar com a foto de sua família e de Gale e uma pérola, dizendo à ela para não sacrificar sua vida por ele, que poderia começar uma vida com Gale, que se algo lhe acontecer não importa pois sua família não precisa dele. Katniss tenta protestar dizendo que precisa e é assim que percebe seus sentimentos por ele, o beijando de forma verdadeira. Peeta é capturado pela Capital para ser torturado. 
"A esperança" - Suas memórias são distorcidas e ele não se lembra de Katniss. Sua aparência muda totalmente, muito magro e com machucados, eles se reencontram mas ele quer matá-la,a culpando por diversas coisas. A mudança ocorre aos poucos mas com o tempo ele passa a se lembrar com flashes de memórias que o fazem se acalmar. Ela começa a ter certeza sobre seus sentimentos por ele e em uma última pergunta do jogo "real ou não real" ele pergunta se ela o ama então Katniss responde: Real. Os tempos ruins ainda os perseguem "Mas há jogos muito piores do que este." 
Personalidade: Muito simpático, inteligente (sempre montando estratégias para os Jogos) muito corajoso e sempre se preocupa com as pessoas ao redor, se recusa tirar a vida de alguém ao menos que esteja sendo perseguido e ameaçando Katniss. Altruísta e procura usar seu senso de humor no momentos difíceis medindo meticulosamente o que falar para fazer as pessoas se sentirem melhor. Diferente de Katniss sabe guardar segredos. Incrível capacidade de compreender situações, como ao dizer no início da série que não quer ser um fantoche da Capital. Demorou até ela entender o real significado.O mais sentimental de todos os personagens. Tem as manias de dormir com a janela aberta e não colocar açúcar no chá. Sua cor favorita é laranja do sol. Doce e suave chegando a ser comparado com um dente de leão. 

Relacionamentos: Seu pai é amável com todos e muito gentil. A relação com sua mãe é pior possível, comparada a uma bruxa que não se importa com o filho muito menos seus irmãos, um deles que poderia mas não se voluntariou em seu lugar. Sua família viveria muito bem sem ele. Em A esperança toda sua família é morta no bombardeio ao Distrito 12. 
Já Katniss nunca o notou até os Jogos, apenas depois se lembra que ele lhe deu um pedaço de pão queimado para não morrer de fome, incentivando-a continuar por sua família. Sente uma paixão tão forte por Katniss que é capaz de deixá-la para Gale onde pode encontrar a felicidade de um amor recíproco.


"Meus pesadelos são normalmente sobre perder você"

  E depois de 2 dias fazendo essa postagem com muito carinho cheguei à reta final! Simplesmente adorei. Espero que tenham gostado e deixarei o link de onde peguei as informações pois sem elas não terminaria o post.Grande Abraço e até mais. Informações sobre Peeta Mellark